Linhas de Pesquisa

O Programa de Pós-Graduação Medicina Veterinária no Meio Ambiente Litorâneo, nível Mestrado Acadêmico, exerce papel relevante na formação de egressos munidos de competências para que possam atuar como agentes na formulação de ações de políticas públicas e educacionais, de sustentabilidade e de consciência ambiental nas vertentes de saúde animal e sua sólida interface com a saúde pública, de produção animal e da conservação do meio ambiente, guiados, sobretudo, pelos conceitos de “Saúde Única”. Busca prover, em seu cerne, os atributos requeridos para a docência e para a pesquisa.

Suas linhas de pesquisa visam retratar as consequências das ações de um passado de exploração regional, identificar a real situação sanitária do presente e tecer ações para o aprimoramento da produção e melhoria da saúde com aplicações para o futuro, especialmente em regiões similares.

Deste modo, estuda as condições de saúde e produção das diferentes populações animais urbanas, rurais, aquáticas e silvícolas da região litorânea, à luz de suas características edafoclimáticas e socioeconômicas, situando-as no contexto de saúde da população humana, bem como as consequências da industrialização regional na preservação das áreas terrestres e marinhas do meio ambiente litorâneo.

Linhas de pesquisa:

PECULIARIDADES DAS ENFERMIDADES DE ANIMAIS NO MEIO AMBIENTE LITORÂNEO

Descrição:
O bioma litorâneo abrange uma diversidade sociobiológica peculiar e, neste aspecto, o Médico Veterinário nele inserido tem atuação primordial na manutenção da saúde animal e humana. Seu ambiente urbano apresenta atributos comuns a cidades não litorâneas, mas possui, também, características especiais quando predominam situações de veraneio. Em tais ocasiões, a demanda de serviços veterinários, além de maior, é diversa. Além disso, animais transitórios, oriundos de diferentes regiões, podem interferir na condição sanitária da população local, inclusive a humana. Por sua vez, o ambiente litorâneo também compreende propriedades rurais com populações de diferentes espécies animais, terrestres e aquáticas, e fauna silvestre singular.

Deste modo, nesta linha de pesquisa busca-se um retrato do presente com a constatação da realidade referente às condições de saúde das populações animais no meio ambiente litorâneo.

Para tal, são desenvolvidos projetos em que a temática permeie a identificação de características relacionadas às enfermidades dos animais, suas particularidades relativas à diversidade e, em especial, aos aspectos sazonais, do bioma litorâneo e sua influência na manutenção da saúde humana.

Projetos de pesquisa vinculados:

Aspectos clínicos característicos envolvidos na avaliação diagnóstica, terapêutica e profilática de enfermidades de animais domésticos na região litorânea do Estado de São Paulo:

Este projeto tem como objetivo avaliar aspectos relacionados a enfermidades de animais domésticos da região litorânea do Estado de São Paulo, com vistas às alterações clínicas, ao aprimoramento de técnicas para diagnóstico, profilaxia e tratamento de afecções de carnívoros domésticos ou selvagens. Visa, em especial, relacionar tais aspectos às condições edafoclimáticas e socioeconômicas peculiares da região litorânea.

Pesquisador responsável: Profa. Dra. Patrícia Pereira Costa Chamas

Aspectos epidemiológicos de enfermidades infectocontagiosas de animais domésticos no meio ambiente litorâneo:

O estudo avalia aspectos relacionados à saúde de animais no ambiente litorâneo pertinentes às doenças infecciosas e parasitárias e às zoonoses, incluindo aspectos de medicina veterinária preventiva, epidemiologia, prevenção e controle, bem como seu envolvimento na concepção de Saúde Única.

Pesquisador responsável: Profa. Dra. Juliana Martins Aguiar

Estudo da etiopatogenia das principais enfermidades de animais no meio ambiente litorâneo:

O projeto envolve estudos e pesquisas sobre temas fundamentais relacionados às principais afecções de animais no bioma litorâneo. Engloba pesquisas acerca das alterações morfo-clínicas, etiológicas e patológicas de enfermidades, considerando estratégias de prevenção e aprimoramento de técnicas para o diagnóstico, controle e tratamento nas diferentes espécies susceptíveis.

Pesquisador responsável: Profa. Dra. Giuliana Petri

Estudo das características reprodutivas de animais domésticos e silvestres e de rebanhos de produção situados no Meio Ambiente Litorâneo:

O projeto visa esclarecer mecanismos fisiológicos adaptativos e os efeitos do ambiente litorâneo sobre os aspectos reprodutivos nas diversas espécies domésticas. É escopo do projeto verificar a ocorrência de estresse térmico, sua influência na reprodução e os mecanismos adaptativos de reprodutores ao ambiente litorâneo. Além disso, é objetivo aprimorar técnicas de biotecnologia reprodutiva, com foco na adaptação ao ambiente em questão. Enfoca-se a qualidade oocitária/embrionária, o estresse térmico climático e as subsequentes perdas gestacionais prematuras e tardias acarretadas. Para tal, busca-se utilizar ferramentas de análise sorológica, marcadores teciduais, combinados à avalição clínico-obstétrica dos animais.

Pesquisador responsável: Profa. Dra. Cristina de Fátima Lúcio

Particularidades diagnósticas, laboratoriais e terapêuticas de enfermidades de animais no bioma litorâneo:

Este projeto busca a geração de conhecimentos que forneçam um mais aprofundado entendimento das principais enfermidades de animais domésticos e de suas relações com os aspectos peculiares do ambiente litorâneo. Visa, sobretudo, esclarecimentos acerca de características particulares que contribuem para o diagnóstico, prognóstico e orientação terapêutica nas enfermidades congênitas, hereditárias ou adquiridas, de cunho infectocontagioso, degenerativo ou neoplásico destes animais.

Pesquisador responsável: Prof. Dr. Luiz Roberto Biondi

CONSEQUÊNCIAS DA EXPLORAÇÃO AGRÍCOLA E INDUSTRIAL NO MEIO AMBIENTE LITORÂNEO

Descrição:
Além de contar com o parque industrial de Cubatão, importante polo siderúrgico em escala regional, e com o Complexo Portuário de Santos, a Região Metropolitana da Baixada Santista, apresenta atividades de suporte ao comércio de exportação, originadas pela proximidade do porto. A região destaca-se na exploração do ambiente marinho, com a produção e exportação de pescado, bem como por ser, em suas extensas áreas de preservação ambiental, reservatório de importantes espécimes de fauna e flora. No entanto, a exploração industrial e as atividades portuárias vêm contribuindo para a disseminação de contaminantes que conduzem à degradação deste bioma. Da mesma forma, a intensa ocupação populacional da planície costeira que, no decorrer dos anos, aumentou gradativamente em direção às escarpas, morros e áreas de mangue, vem acelerando os processos erosivos e de ocupação irregular da Mata Atlântica, comprometendo a conservação deste bioma.

Deste modo, nesta linha de pesquisa busca-se um retrato das consequências das ações do passado na realidade do meio ambiente litorâneo.

Para tal, são desenvolvidos projetos que busquem a detecção de contaminantes decorrentes da ocupação populacional, industrial e portuária, bem como seu monitoramento, e a identificação dos consequentes danos à saúde das populações animais aquáticas e terrestres.

Projetos de pesquisa vinculados:

Biotécnicas reprodutivas para estudos de conservação de espécies e produção animal no meio ambiente litorâneo:

As cidades constituintes da Região Metropolitana da Baixada Santista gozam de rica biodiversidade conferida pelas extensas áreas terrestres de proteção ambiental e pelos ambientes estuarino e costeiro. Em escala global, a fragmentação dos habitats decorrente da ocupação humana ou da exploração industrial/agropecuária impõe pressão constante sobre a manutenção das populações de animais silvestres e, consequentemente, sobre a biodiversidade local. Neste contexto, as técnicas de reprodução assistida assumem papel importante nos esforços de conservação de espécies ameaçadas. De fato, a falta de informações sobre aspectos básicos da reprodução em espécies silvestres é frequentemente relatada como obstáculo no estabelecimento de protocolos de biotécnica reprodutiva em espécies ameaçadas, ressaltando a importância de estudos específicos em espécies não-domesticadas de animais. Os resultados desta pesquisa elucidarão aspectos desconhecidos da fisiologia reprodutiva de espécies domésticas e silvestres e permitirão o desenvolvimento racional de protocolos de reprodução assistida como ferramenta para estudos de conservação de espécies e produção animal de interesse no meio ambiente litorâneo.

Pesquisador responsável: Prof. Dr. Luiz Ricardo de Almeida Kiguti

Cadeia produtiva de alimentos e suas particularidades no meio ambiente litorâneo:

A pesquisa abrange aspectos higiênicos, sanitários, tecnológicos e de segurança envolvidos na cadeia produtiva de alimentos e sua relação com as particularidades do meio ambiente litorâneo. Avalia características ligadas aos sistemas de produção, de produtos e subprodutos de origem animal, sua obtenção, manipulação e processamento industrial, relacionando-as as suas estruturas e funcionamento desde os fornecedores de fatores de produção até o consumidor final. Deste modo, busca gerar conhecimentos para um mais eficiente controle higiênico e tecnológico de produtos de origem animal, assim como para o controle físico-químico e microbiológico na produção de alimentos.

Pesquisador responsável: Profa. Dra. Daniele Cristine Raimundo

Investigação de bactérias de prioridade global no ambiente litorâneo:

Este projeto investiga a ocorrência de bactérias resistentes a antibióticos, recentemente classificadas como de prioridade global pela Organização Mundial de Saúde, no ambiente litorâneo. Por meio de uma abordagem integrativa de Saúde Única, busca-se identificar, caracterizar e compreender a dinâmica de transmissão destes patógenos na interface humano-animal-ambiente. Adicionalmente, visa elaborar medidas socioeducativas para reduzir a disseminação destes agentes no bioma litorâneo.

Pesquisador responsável: Prof. Dr. Fábio Parra Sellera

Tecnologia e inovação na produção e no desenvolvimento de produtos e processos: implicações na saúde única

O emprego de tecnologias inovadoras na área de alimentos e saúde conquista espaço não apenas pela diversidade de fontes e aplicabilidade, mas também pelos resultados positivos que vêm sendo demostrados. Este projeto de pesquisa tem como objetivos estudar e avaliar tecnologias e inovações empregadas na produção e no desenvolvimento de produtos e processos, bem como sua influência na relação entre a saúde animal, humana e ambiental, contida no conceito de saúde única. Ciente das diversidades observadas no bioma litorâneo e dos preconceitos e desinformações em relação a novas tecnologias, busca-se estudar seu emprego, contemplando ações educativas, de segurança e de vigilância e buscando contribuir, com um diagnóstico educativo, na avaliação do conhecimento e aceitação da população sobre estas tecnologias. Desse modo, ao integrar inovação em tecnologia, divulgação de informação e conscientização das suas aplicações, os resultados do projeto destinam-se à garantia do direito à vida digna de animais e humanos, contribuindo para uma comunicação única, como pilar para a saúde única.

Pesquisador responsável: Profa. Dra. Juliana Maria Altavista Sagretti Gallo

DESAFIOS DA PRODUÇÃO ANIMAL NO MEIO AMBIENTE LITORÂNEO

Descrição:
Gerar tecnologia e conhecimento para o setor produtivo, levando a ganhos na eficiência de produção, agregando valores à comercialização dos produtos e promovendo o desenvolvimento do agronegócio com preservação ambiental e responsabilidade social, são demandas conscientes da sociedade em que é imperativa a atuação do Médico Veterinário. Neste aspecto, o ambiente litorâneo envolve criações animais diversificadas, quer voltadas à produção de alimentos e utilização adequada dos recursos pesqueiros, quer focadas na reprodução e criação de animais de companhia.

Deste modo, nesta linha de pesquisa buscam-se ações para um futuro. Próximo e longínquo. Bem como suas aplicações em ambientes similares.

Para tal, são desenvolvidos projetos em que a temática permeie o aprimoramento tecnológico para fomentar o agronegócio, focado na conservação ambiental, na sustentabilidade e na segurança alimentar, e estimular o empreendedorismo, com o aperfeiçoamento de processos produtivos capazes de gerar renda e promover a inclusão social, nas condições edafoclimáticas do bioma litorâneo.

Projetos de pesquisa vinculados:

Características fisiológicas, sanitárias, criatórias e produtivas de equídeos criados no meio ambiente litorâneo:

Este projeto aborda a geração de conhecimentos que contribuam para um melhor entendimento das principais enfermidades que requerem abordagem clínica e clínico-cirúrgica de equídeos, bem como dos recursos terapêuticos e profiláticos para essas enfermidades. Visa, sobretudo, a investigação dos aspectos clínicos e laboratoriais relacionados ao meio ambiente litorâneo, que contribuem para o diagnóstico, influenciam no prognóstico e pontuam a orientação terapêutica das enfermidades destes animais.

Pesquisador responsável: Profa. Dra. Gesiane Ribeiro Leão Ferraz

Enfermidades de Animais Ruminantes no Meio Ambiente Litorâneo – Aspectos Epidemiológicos, Patológicos, Terapêuticos e Preventivos e Impactos na Produção:

Este projeto tem como objetivo o estudo de aspectos epidemiológicos, patológicos, terapêuticos e preventivos, bem como seu impacto na produção animal, das principais enfermidades, de ocorrência natural ou experimentalmente provocadas, em espécimes ruminantes de animais domésticos, e associá-los às condições edafoclimáticas e socioeconômicas do ambiente litorâneo.

Pesquisador responsável: Prof. Dr. Milton Ricardo Azedo

Técnicas Criatórias de Organismos Aquáticos:

O projeto objetiva estudar e aperfeiçoar técnicas de cultivo de organismos aquáticos marinhos e dulcícolas de interesse econômico compatíveis com as condições socioambientais do litoral paulista, com ênfase na utilização de novas estruturas de cultivo, estudo de novas técnicas de manejo, sistemas alternativos de produção e obtenção de formas jovens para utilização nas criações. Este projeto também tem por objetivo estudar a biologia e a ecologia dos organismos aquáticos como subsídio ao cultivo comercial e avaliar os custos de produção das diversas atividades aquícolas através da viabilidade zootécnica e econômica.

Pesquisador responsável: Prof. Dr. Marcelo Barbosa Henriques